fbpx

O Tennis como esporte que preza pelo desenvolvimento completo e integral das crianças

Recentemente, a preocupação de pais e educadores com o desenvolvimento integral da criança é um tema recorrente no âmbito educacional. O contexto esportivo na vida das crianças, nesse sentido, tem papel bastante relevante, tanto por sua abrangência de aquisições de qualidade físico motoras, quanto pela construção de conceitos sociais, cognitivos e psicológicos, imprescindíveis à condição de vida em sociedade.

 

O tennis, enquanto esporte, é um grande aliado nesse desenvolvimento completo da criança, por meio de metodologias adequadas às idades das crianças, materiais que permitem maior aproximação com suas realidades físicas, sociais e cognitivas, e profissionais capacitados preocupados e comprometidos com um processo de ensino-aprendizagem onde as crianças se percebem como protagonistas de suas próprias ações.

 

Em relação ao desenvolvimento físico e motor, a prática do tennis preconiza uma série de habilidades motoras fundamentais, como correr e saltar, e especializadas (ações combinadas, como deslocar-se para executar um golpe ou para sacar), devido à grande variabilidade de movimentos exigidos a fim de projetar eficientemente a bola com a raquete na direção da outra quadra.

 

Do ponto de vista psicológico, o tênis exige um estado de concentração emocional elevado por parte do praticante. Assim, desde cedo, a criança encontra-se num ambiente no qual fatores internos, como sua própria motivação e empenho para realizar as tarefas, e externos, como as condições de torcida, posturas de seu adversário e o local da prática, influenciam diretamente na tentativa de controlar os possíveis resultado do jogo.

 

Em termos de desenvolvimento cognitivo, o tennis, enquanto esporte de formação, promove um ambiente rico e privilegiado para que a criança aprimore sua capacidade de processar várias informações, além de estimular as capacidades intelectuais como o raciocínio lógico, criatividade e memória, em virtude de necessidades e qualidades do jogo em si, como a diversidade de adversários, as várias situações táticas durante uma partida, oportunidade de criação de jogadas, tomadas de decisão rápida, variação de piso, escolhas e correções táticas e técnicas de acordo com a bola que o adversário está a rebater. Desta maneira, o tênis, enquanto esporte de constante modificação, exige múltiplas intervenções cognitivas no intuito de gerar a solução mais adequada e rápida à situação vivida.

 

Além do mais, tem-se a questão social desenvolvida, uma vez que o tênis oportuniza situações de convivência em grupo, sociabilização, respeito à diversidade, dedicação, empenho na realização, saber quando e como liderar e/ou ser liderado, valorização do querer aprender, cumprimento de regras, desenvolvimento de autoconfiança, autocrítica, saber perder e ganhar, e aprender com erros próprios e alheios.

 

Resumindo, o tennis, por toda sua complexidade, permite às crianças, de maneira completa e integral, uma formação cultural, físico-motora, cognitiva e social, no intuito de adquirir todas as competências necessárias a elas para se envolver completamente no ambiente e sociedade em que vivemos.

 

Fonte: https://escolaguga.com.br/o-tenis-como-esporte-que-preza-pelo-desenvolvimento-completo-e-integral-das-criancas

Compartilhar
Sem comentários
Comentar
Nome *
E-mail*

WhatsApp chat